a música e a vida

na música, nem sempre o dó é um dó, e nem o ré é sempre ré, isso pouco importa, depende da função que eles ocupam no conjunto que compõe a criação sonora, na relação que umas notas estabelecem com as outras..

além disso, temos também os silêncios, os ruídos não-musicais, a percussão, as ondas ultrassonoras, uma série de vibrações acústicas não classificadas, e tudo isso acontece no tempo e espaço.

tal como a vida é tudo muito relativo, aos nossos ouvidos resta a humildade de escutar e apreciar a grande obra de arte que está aí todo o tempo, a nossa própria vida.

o outro

o outro é outro
tem outro jeito de ser
habita noutro corpo
vive noutra realidade
com outros gostos
e desgostos

parece tão difícil
para nós que habitamos
nossa casca tão nossa
e ao mesmo tempo
tão diferente
somos outro
para o outro também

na real
não sei bem
quem você é
ou quem sou
só sei que
não sou você
e que você não é eu

então,
não me espere
ser quem não sou
que não te espero
ser quem não é
combinado!

acordei e saiu

voce não me conhece
nem eu te conheco
tampouco somos
um eu ou um voce
mas somente
e ao mesmo tempo
tantas
possíveis realidades
virtuais
em potencia
expandindo ou contraindo

cada linha desse texto
pode levar-nos
a outros caminhos
se estamos lendo
então
já estamos
em outros caminhos

a qualquer momento
podemos parar de ler
e sair para andar
ou fazer qualquer
outra coisa
que nos interessar
somos livres
até mesmo
para não fazer

também podemos
ler esse texto
por outras sequencias
possíveis e imaginárias
e escrever outro
que não será
o mesmo

para que então
lemos um texto?
ou para que escrevemos?
isso não vai nos tornar
menos imbecis
do que ja somos
mas pode nos levar
a outras frequências
de imbecilidades
que já não são mais
as mesmas de antes

cada leitura
nos remete
a outros contextos
externos e internos
visíveis e invisíveis

não somos
mais os mesmos
nem sei quando fomos
estamos sempre inconclusos
incompletos como este texto
agora temos tambem
um pouco de nós
e um pouco do que surge
com o que lemos
que por sua vez
tem um pouco
de tantas outras gentes
e tantas outras coisas
que nao cabem
em palavras

coisas de difícil percepção
que podem ser vistas
talvez uns poucos
quando fechamos os olhos
e silenciamos as ideias
de razão, de significados
e de tantas outras
que regem a vida
e esse texto
que se cansou das letras
palavras e sequencias
e se foi
.


13/08/2014